Vale, vale! (“Bale, bale!”).

Bienvenidos a Barça!

A Locomotiva Viajante saíu de Valência e em apenas 3h15 chegamos na esperada Barcelona. Cidade super movimentada, cheia de arte espalhada pelas ruas, praia, música e muito mais. Barcelona é despojada, com uma vibe jovem, cultural e bem animada.

Mais uma vez optamos por ficar em uma área da cidade que favorecesse nosso deslocamento, seja para chegada e saída, seja para circular pelos vários cantos de Barcelona. Por isso, escolhemos ficar no hotel Barceló Sants, praticamente dentro da estação de metrô e trem Barcelona-Sants. O nosso trem partiu de Valência e chegou na própria Barcelona-Sants. Só precisamos subir uma escada rolante e pronto! Já colocamos o pé no hotel.

Barc1

Quarto do Hotel Barceló Sants

O hotel Barceló Sants é muito bom, com um ar todo futurista e decoração que faz com que a gente se sinta dentro de um foguete no espaço hehehehe. O quarto é modernão, excelente e com tudo funcionando muito bem. Frigobar, cama ótima, chuveiro também. Isso é sempre importante pra gente. kkkkkkkk

Na verdade, eu conheci Barcelona em um mochilão que fiz em 2004 com os Ogros do Brasil (Brazilian Freak Show), um grupo de amigos publicitários que virou Barcelona de cabeça pra baixo. Dedico esse post então a esses amigos do peito: Alexandre Ferro (Cabeça), Fabiano Pimenta (Dexter), Erick Stossel (Judeuzinho), Alexandre França (Japa), Marcelo Porlan e Luciano Crispiniano (Crisp), que realizaram comigo essa viagem marcante, simplesmente épica. E com váááárias boas histórias pra contar.

Ogros do Brasil em 2004

Ogros do Brasil em 2004

Chegamos, deixamos as nossas malas e já saímos pra explorar o território. Foi a vez da Luísa conhecer a cidade com o Ogro aqui. hehehehe

Antes de tudo, compramos o bilhete T-10, que dá direito a 10 passagens, em metrô, em ônibus ou trens. Em Barcelona existem vários tipos de bilhete. Esse foi o melhor no nosso caso e indico também caso vá ficar alguns dias em Barcelona. O mesmo bilhete pode ser usado por várias pessoas e é mais econômico que comprar bilhetes separados. O T-10 custa 9,95 euros. Site oficial da empresa TMB (transporte urbano) de Barcelona.

Para saber mais sobre como se locomover por Barcelona, sugiro acessar aqui o link do blog Passaporte BCN. Aliás, esse blog do casal Cecília e Tony é super ultra completo e cheio de dicas excelentes sobre Barça. Tem tudo e mais um pouco, com uma riqueza de detalhes incrível! Vale a pena dar uma olhada se você pretende visitar Barcelona. Clique aqui para acessar a home do blog Passaporte BCN.

Check-in no hotel feito, bilhete T-10 na mão e muita disposição. Agora é só contar o que fizemos nesses 5 dias de Barcelona. Não deu pra fazer tudo. O bom disso é que sobra para uma próxima. :))))

1. Pra começar, fomos rever locais marcantes do mochilão que fiz em 2004: Ramblas, Plaça Reial, Kabul Hostel, Jamboree Jazz Club, Bairro Raval e King Donner (melhor Kebab da cidade pra gente). Tudo pra matar a saudade!Barc2Para a casa de jazz Jamboree, a dica é verificar aqui a agenda dos shows e comprar os ingressos pela internet mesmo. Até porque tem desconto no ingresso ao comprar online. Depois é só imprimir os bilhetes ou mostrar os arquivos em PDF no próprio celular, já na entrada da Jamboree.

A gente pegou um showzinho bem bacana da banda “The Big Jamboree”, com a participação do saxofonista que é uma figura, Dani Pérez. A Jamboree também funciona alguns dias como boite, com a apresentação de renomados Dj’s, inclusive. Se quiser ver os dias da “Jamboree Dance Club”, é só clicar nesse link aqui.

Barc72. O genial arquiteto espanhol Antoni Gaudí é um capítulo a parte em Barcelona. E, por isso, fomos visitar algumas de suas renomadas obras: Casa Batlló, Casa Milà/La Pedrera, Sagrada Família e Parque Güell

Barc11 Barc8 Barc10 Barc12Cada uma dessas obras vale a pena ser visitada. E a dica é comprar antecipadamente pela internet. Isso porque há filas bem longas para comprar na hora, principalmente durante o verão. Clique nos links acima (nomes das obras de Gaudí) e confira os preços e horários de funcionamento.Barc3Barc4Barc13O detalhe que descobrimos é que de 2 anos pra cá começaram a cobrar a entrada no Parque Güell. Pois é, agora é necessário pagar para acessar as escadarias e ver de perto a Salamandra de Gaudí. Ou para entrar na área da Praça Central do parque. E também é obrigatório marcar um horário de visita, pois só permitem um certo número de turistas presentes no local. Para comprar com antecedência e escolher o dia e horário da visita, clique aqui no site oficial. 2015-07-19 15.51.46

3. Camp Nou Experience (tour no estádio do Barcelona): já começo dizendo para você ter muita paciência, caso vá fazer esta visita no verão. Isso porque é um calor daqueles, com filas gigantescas pra tudo. Nem fica legal o tour desse jeito. Uma zona! Essa foi a nossa sensação e olha que eles não cobram barato, viu? 23 eurinhos! De toda forma, aqui vai o link para comprar pela internet a entrada. Barc54. Castelo de Montjuïc: está no alto do Parc de Montjuïc e para chegar lá é possível subir à pé (bem íngreme!), de ônibus (número 150), de táxi ou de teleférico. O legal é que dá para ver a cidade toda lá de cima. Vista privilegiada. A dica é pegar o metrô até a estação Paral·lel na linha 2 (lilás) e linha 3 (verde) e aí fazer baldeação (gratuita) para o funicular de Montjuïc. Ao chegar na estação superior do funicular, você tem que comprar o bilhete (somente IDA, ou IDA+VOLTA) do Telefèric de Montjuïc, e subir até o castelo. Mas fique de olho nos horários de funcionamento do teleférico para não perder a volta. Preço: 10,35 (ida+volta). Saiba mais aqui nesse link.2015-07-20 20.15.00Barc6

Quando passamos por lá, tava rolando um evento bem bacana com som e cinema ao ar livre no Castelo. É o projeto Sala Montjuïc. Depois do Castelo, vale a pena dar uma passadinha para ver de perto o Palácio Nacional, sede do Museu Nacional de Arte da Catalunha. À noite tem até um show de luzes na Fonte Mágica. Confira aqui abaixo os horários e dias de funcionamento da Fonte Mágica. 2015-07-20 21.24.47

5. Praia: como ninguém aqui é de ferro tiramos uma tarde pra ficar só torrando na praia hehehe. A orla de Barcelona é bem legal e tranquila pra dar uma caminhada, pedalada, ou um rolé de skate. Ficamos na primeira opção:)))) E ao longo dessa orla há algumas praias. Na verdade, pra mim, era tudo uma praia só com algumas partes de pedra separando uma da outra. A água tava morninha e na hora de ir embora a estação de metrô Berceloneta ficava bem pertinho.

6. Jamón Experience nas Ramblas: parece aquele lugar bem “papa-turista”. Mas sentar no restaurante e pedir uma variedade de Jamón e queijos foi uma delícia. E nem é caro, viu? Acabou que não fizemos o tour que fala sobre a história e os processos de produção desse delicioso presunto, mas assim mesmo conhecemos vários cortes em um jantar sensacional. Se estiver passando pelas Ramblas, dá um pulinho lá que vale a pena.

7. Restaurante Cuines Santa Caterina: indicado pela nossa amiga Raquel Carvalhal, um excelente restaurante dentro do mercado de Santa Caterina, no centro da cidade, ao lado da Catedral de Barcelona. Ótimo para comer umas tapas, para almoçar, jantar ou até mesmo para um café-da-manhã caprichado. Brigadão pela dica, Raquel!

8. Mercado de La Boqueria: impossível passar por Barcelona e não visitar esse mercado cheio de produtos sensacionais, seja para comprar e levar pra casa, seja para comer em dos seus restaurantes. Fica na própria avenida mais famosa da cidade: Las Ramblas.

9. Bairro Gótico: o melhor é se perder pelas estreitas ruas desse bairro que é o mais antigo de Barcelona, com vários restaurantes, lojas e artistas de rua.

10. Museu Salvador Dalí em Figueres, cidade próxima de Barcelona: eu visitei em 2004 esse museu incrível na cidade de Figueres, que reúne a maior coleção desse genial artista catalão. Aliás, ele está enterrado lá também. Mas dessa vez não deu tempo. Na verdade, os horários dos trens e os preços deram uma complicada pra gente, e decidimos não ir. Mas vale a pena demais essa visita! Fica pra próxima. Só para constar, de Barcelona até Figueres, a viagem dura apenas 1 hora em trem de alta velocidade. Para ver os horários acesse aqui o site da RENFE, companhia espanhola de trens.

Pois é, como deu pra ver fizemos coisa pra caramba em apenas 5 dias. E andamos por vários bairros também. Mas Barcelona tem muito mais a oferecer e garanto que voltaremos para explorar ainda mais essa cidade especial.

Próxima parada: Paris!

Hasta entonces! E nos vemos no próximo post em Parrrrrrrí! :))))