Buenos días Espanã!

E lá vamos nós para o 3º país do nosso roteiro. Depois de rodarmos por várias cidades de Portugal e Marrocos, chegamos com o pé direito em Tarifa na Espanha. Pegamos o Ferry Boat em Tânger no Marrocos e apenas 50 minutos depois já estávamos em terras espanholas.

2015-07-06 12.41.31Tarifa é uma cidade de praia pequeninha, bem tranquila, com um ar de Havaí. Terra do Wind e Kitesurf. Pra todo lado que você olha tem uma lojinha de materiais esportivos e aulas de Kite. Parece ser o paraíso do esporte. Mas como não somos experts no assunto, nem nos atrevemos. Até porque só passaríamos algumas horas ali na cidade.

Assim que descemos no Porto de Tarifa, saímos andando com as nossas malinhas. Almoçamos em um dos restaurantes estilo “de surfista” na rua principal da cidade e logo fomos até a mini-micro rodoviária. Tudo a pé!

2015-07-06 12.46.17Pegamos o nosso ônibus para Cadiz, que chegou em ponto e não demorou nem 3 minutos pra sair. Esse bilhete a gente comprou no site Movelia.es que é um portal de vendas de várias empresas de ônibus ou “autobuses”. Basta imprimir o e-mail deles e apresentar ao motorista na entrada do ônibus. Ou apenas mostrar o e-mail no celular mesmo. Tudo organizado e prático. A empresa que faz esse trecho TARIFA-CADIZ é a TG Comes. Mas a compra é feita pelo site www.movelia.es.

Um detalhe importante: para cada compra feita aqui no exterior com o nosso cartão, os sites têm um sistema anti-fraude para confirmar a compra. Pelo menos para os cartões das bandeiras VISA e Mastercard, emitidos pelo Banco do Brasil, essa confirmação é via SMS com um código que chega no celular cadastrado no banco. Para finalizar a compra tem que inserir esse código recebido. Então, de toda forma, é preciso ter esse celular em mãos para dar tudo certo, viu?

E depois de apenas 1h30 chegamos em Cadiz, uma importante cidade comercial nos séculos XVIII e XIX, e que também foi ponto de partida de Cristóvão Colombo em suas principais expedições marítimas. Cadiz também faz parte da comunidade autônoma da Andaluzia (ou Andalucía, em espanhol).

Descemos na estação de ônibus e trens da cidade, que ficava a apenas 5 minutos de caminhada do apartamento que nos hospedamos (mais um via Airbnb). O Loft La Niña do Daniel é ótimo. Bem localizado, espaçoso e todo adaptado a cadeirantes também. O Daniel é cadeirante e foi ótimo bater um papo com ele sobre turismo na cidade. Ele nos recebeu super bem, deu várias dicas sobre a cidade e disse que ano passado foi ao Rio de Janeiro e que amou tudo no Brasil. Para saber mais sobre esse apartamento, é só clicar aqui.

2015-07-06 12.56.22Cadiz é uma cidade muito agradável, com várias igrejas, museus, restaurantes, além das excelentes taperias e praias. Andamos pela Cidade Velha todinha em poucas horas. Cadiz é daquelas cidades que dá a maior vontade de morar. Aliás, nos chamou a atenção a quantidade de idosos e pessoas em cadeiras de roda na cidade. Muita gente mesmo. Ao mesmo tempo que vimos bastantes estudantes.

2015-07-06 12.51.46Passamos 2 noites em Cadiz. E entre os lugares que fomos alguns merecem destaque:

  • Mesón de las Américas: ficava a 3 passos do nosso apartamento hehehe. É um bar-restaurante espanhol-argentino com várias opções deliciosas de tapas. O combo Jamón e Queijo Parmesão estava sensacional. E uma carninha argentina é sempre bem-vinda, né?

2015-07-06 12.48.48

  • La Gorda Te Dá de Comer: restaurante nota 10. Tapas muito bem servidos, baratos e com aquele gostinho de “comida de mãe”. Ótimo lugar para almoçar bem e economizar.
  • Torre Távira/Câmara escura: um lugar bem legal de visitar e ver de perto aquilo que aprendemos nas aulas de física da escola. Por 6 euros, você sobe na torre que era o ponto de observação de toda a cidade e ainda participa de um “tour” dentro de uma câmara escura com a projeção das imagens a partir dos espelhos em uma mesa branca côncava. É como se estivéssemos em um submarino ou dentro de uma máquina fotográfica. É aquela história de espelhos côncavos e convexos, lembra? Clique aqui e saiba mais.
  • Praia de La Caleta: praia dentro da cidade, bem familiar. No verão é lotada, mas sempre tem um espacinho pra ficar. Água do mar geladinha, mas com o calor que fazia, todo mundo não saía dela. : ))))))
  • Catedral de La Santa Cruz de Cadiz: fica no centro da cidade e é imensa. Vale a pena conhece-la.
  • O restante é andar por toda a cidade e ou se preferir ir até a Cidade Nova, com mais praias, mas sem aquela carinha de cidadezinha do interior : )))))) A gente ainda deu a sorte de pegar um festival de música de graça. Se quiser saber o que vai rolar na cidade, veja aqui nesse site.

Combinamos com o dono a hora de sair do apartamento bem perto de pegarmos nosso trem. Fomos caminhando até a estação e ali começava nossa saga de trens pela Espanha. Ô trem bão! hehehe

Hasta luego Cadiz!

É a Locomotiva Viajante rumo a Sevilha.