Depois de 5 dias em Mumbai, pegamos o voo da Jet Airways para Goa – 1h10min de viagem – e chegamos ao Aeroporto de Dabolim (antigo Aeroporto Vasco da Gama). O aeroporto é novinho e surpreende quem chega. Eu mesmo achei que seria bem pequeno, mas nem é tanto assim.

Para quem não sabe Goa é o menor estado da Índia e foi ocupada pelos portugueses de 1510 a 1961, ano em que o exército indiano reintegrou o estado às suas terras sem muita resistência das tropas de Portugal.2015-10-26 14.49.43

Dizem que pouquíssimas pessoas ainda falam o português em Goa. A gente mesmo não conheceu ninguém que falasse. Outra curiosidade é que o “trance” ou “trance psicoldélico” surgiu em Goa. Não exatamente criado pelos indianos mas por uma geração de “hippies” que invadiu as praias do estado. E ainda hoje é possível ver cartazes espalhados pelas ruas destacando as diversas raves que acontecem na areia.

Outro grande destaque de Goa é o atual time FC Goa, comandado pelo Zico e que ainda conta com os jogadores Léo Moura, Lúcio e Reinaldo, além de outros brasileiros. O time disputa a Super Liga Indiana e é a maior sensação por lá. Por pouco não deu pra ver um joguinho. É que era muito longe de onde a gente estava hospedado (2 horas de carro) e foi bem na hora que chegamos de viagem. Uma pena. Fica pra próxima :)))https://yt3.ggpht.com/-yZ_FOUffoFI/AAAAAAAAAAI/AAAAAAAAAAA/f4D3F4uyke8/s900-c-k-no/photo.jpgCHEGANDO EM GOA

Goa é bem maior do que pensávamos. E as estradas praticamente só possuem uma pista de cada lado. Por isso, o deslocamento entre as cidades/municípios é bem demorada.

Locomodica: não feche o traslado com o hotel porque eles cobram muito a mais do que é praticado pelo Táxi Pré-Pago. É muito fácil chegar ao seu hotel e super seguro também a partir do táxi pré-pago. Aliás, foi muito bom chegar em Goa e ver os carros novinhos. Bem diferente de Mumbai hehehehe.

Mas os preços dependem da região que ficará hospedado. Veja aqui abaixo os preços cobrados. 2015-10-29 15.06.102015-10-22 14.56.39-1O quiosque do Táxi Pré-Pago fica logo na saída do portão de desembarque. O bom é que não há taxistas dentro do aeroporto oferecendo viagem. Isso porque só entra no aeroporto quem tem um bilhete de viagem emitido. Então, basta aguardar na fila para pagar o seu traslado. Ah, eles adicionam mais 10 rúpias por bagagem ao preço do painel, ok? Depois de pagar, a mocinha ali em cima entrega um papel/recibo em que consta a placa do táxi que vai realizar o serviço. Na verdade, os taxistas já ficam esperando na saída e te levam ao carro. Parece estranho isso, mas é tranquilo. Basta conferir se a placa do táxi que você está entrando é a mesma do papelzinho.

Se quiser um dia ir a Goa, preste bastante atenção às regiões onde pretende se hospedar. A gente achava que tudo era mais perto, mas cada deslocamento é uma boa viagem.

Passamos 7 dias descansando em Goa.

A primeira parte ficamos em Candolim, uma região a 1 hora de carro do aeroporto. Não curtimos muito não. A praia não é tão bacana e não há uma boa estrutura perto do hotel em que ficamos hospedados.2015-10-29 15.09.00

Em Candolim ficamos no hotel Fortune Select Regina. E já digo de cara que NÃO indicamos. O que aconteceu é que deixamos para reservar os hotéis de Goa muito em cima da hora e tudo estava muito caro. Esse hotel nos pareceu legalzinho, mesmo sabendo que a internet era paga. Pura enganação!

O quarto e o atendimento dos funcionários era bom, mas esse hotel é meio que um resort de férias de muitas famílias indianas. Então, era uma barulheira total, com o som da piscina bem alto quase que o dia inteiro, café da manhã lotado e praticamente só de pratos indianos. Um outro problema que tivemos foi a constante queda de energia. Sem brincadeira, a luz caía umas 10 vezes por dia.2015-10-29 15.07.39

Mas o pior mesmo foi ter que pagar pela wi-fi. Além de lenta, era cara e não avisava quando acabava. Ou seja, o plano era renovado sem a gente saber e no final queriam cobrar 3 vezes o valor da utilização. Descobrimos também, no último dia, que a internet não era paga apenas por dias de consumo, mas também pelos megabytes utilizados. Sem contar que tudo isso só era possível usar em apenas 2 aparelhos simultaneamente. Muito ruim essa experiência lá e tivemos um bom quebra-pau com o gerente sobre a cobrança indevida. Não voltamos e nem indicamos que ninguém se hospede lá. E ainda dizem que o Fortune é 5 estrelas… kkkkkkk. Ah, os restaurantes perto do hotel também eram bem fraquinhos. Não tinha um que salvava. O ponto positivo é que havia um supermercado próximo para comprarmos uma coisa ou outra. Definitivamente não fique em Candolim se for a Goa.

A segunda parte de Goa foi bem bacana. Ficamos na excelente praia de AGONDA. Essa sim uma praia incrível. Mas pra chegar lá foram 2 horas de táxi a partir de Candolim.2015-10-27 17.03.29

Agonda Beach é um paraíso e, sem dúvida, o melhor local para ficar em Goa. Ficamos hospedados no Dunhill Beach Resort e é excelente para quem quer sossego e uma bela praia na Índia. Como fechamos de última hora, acabamos ficando com um quarto mais simples do hotel (com direito a um rodo para enxugar o banheiro depois do banho). Mas eles têm alguns quartos bem legais e cabanas na praia. Dentro da praia mesmo. Mas pra gente ficava caro, pelo menos para essa viagem:))). O Dunhill certamente é o hotel mais bem estruturado em Agonda. 2015-10-29 15.11.312015-10-29 15.12.28O restaurante do Dunhill é na própria areia da praia e é ótimo. O café da manhã não está incluso na diária mas pode ser solicitado no restaurante (à la carte). A gente fazia todas as refeições no restaurante do hotel e depois pagamos tudo de uma vez só no check out. Os precinhos foram bem honestos. Ah, uma dica boa é que eles aceitam cartão também, coisa rara nas pousadas dessa praia :)))2015-10-29 15.10.332015-10-29 15.16.58

Para quem quiser se hospedar no Dunhill Beach Resort, o conselho é fechar a estadia com bastante antecedência. Os quartos esgotam rapidamente. Eles pedem um pagamento antecipado, via transferência bancária, mas pode fazer como fizemos e negociar para pagar assim que chegar. Com a gente deu certo. 2015-10-29 15.18.20

O ponto negativo é que a internet é lenta, e só funciona no restaurante do hotel e nada de sinal nos quartos. Aproveitamos para curtir mais a praia, jogar baralho e nos preocuparmos menos com a internet :))). Ah, por conta das temperaturas e chuvas, o hotel fecha de maio a outubro. Então vale a pena verificar com eles as datas de funcionamento antes de fechar a hospedagem, ok? 2015-10-29 15.13.392015-10-29 15.16.05

Depois de fazer o check out, pegamos o táxi que negociamos previamente no próprio Dunhill. É bom ficar atento para fechar o preço antes e dizer que quer o carro com ar-condicionado. Tem diferença de preço. Na negociação conseguimos um ótimo preço: 1500 rúpias (cerca de R$ 87,00). E nunca é demais lembrar: sair com uma boa antecedência para o aeroporto é fundamental na Índia. Do Dunhill até o aeroporto a viagem durou 1h40min.

Para entrar no aeroporto é preciso mostrar o bilhete impresso ou o e-mail enviado pela companhia + passaporte. E lá dentro é aquela aventura para passar pelo raio-x. :)))2015-10-29 16.51.05Dessa vez saímos de Goa para Delhi com a companhia Indigo. É uma empresa de baixo custo, mas com aviões bem novos e foi tudo excelente. Só elogios para Indigo, que inclusive tem um App para fazer o check-in antecipado. Achei bem melhor do que a Jet Arways. O ponto fraco de todo voo doméstico na Índia é que a franquia bagagem despachada é de apenas 15Kg, tanto na Jet Arways quanto na Indigo. E não tem jeito, eles cobram mesmo por cada quilo excedente. Como a gente já sabia disso, pagamos sempre um pequeno excesso e mesmo assim compensou.

E lá fomos nós para a capital da Índia. Os próximos dias foram para fazer uma viagem pelo triângulo dourado: Delhi, Agra e Jaipur. Até o próximo post então, recheado de informações sobre essas cidades.

Namastê, passageiros da Locomotiva Viajante!