Olá, queridos viajantes da Locomotiva que não para:)))

Para quem ainda não viu a nossa 1ª parte no Japão, é só clicar aqui.

Pois é, a gente fez duas visitas a esse incrível país. Primeiro foram 10 dias em Tóquio e Kamakura. Aí fomos passar 5 dias em Hong Kong e voltamos para o Japão para mais 10 dias. Tudo por conta do nosso visto que era de duas entradas. Saiba mais no próprio post da primeira parte que fizemos.2015-11-26 16.09.24Agora é hora de falarmos sobre algumas cidades do oeste japonês: Osaka, Kyoto, Nara, Himeji e Hiroshima. Escolhemos Kyoto para ser a nossa base. E de lá fizemos alguns trechos de Shinkansen (“trem-bala”) ou pegamos alguns trens locais para nos deslocarmos, pois essas cidades ficam bem próximas. Dividimos assim: 2 noites em Osaka, 7 noites em Kyoto e 1 noite em Hiroshima.2015-11-26 16.22.27

Para falar a verdade não foi tão proposital assim. É que tudo estava muito caro e quase não havia boas opções nas cidades. Aquele velho esquema de lotação forte nos hotéis, albergues e ryokans (hotéis típicos no Japão). A dica é quanto antes reservar a sua hospedagem, melhor. Muito antes, diga-se de passagem:)))

Para começar, saímos de Hong Kong em um voo da Hong Kong Express e dessa vez fomos direto para Osaka. O voo até o AEROPORTO KANSAI durou 3h25min. E foi bem tranquilo. O único detalhe que foi diferente de outros voos é que organizaram a entrada no avião dando prioridade para quem sentaria nos assentos da janela. E só depois o meio e corredor. Foi tão estranho que percebemos ser uma péssima forma de planejar a entrada dos passageiros. Deu tudo errado, porque muita gente entrou junto com outras pessoas, muitos forçaram a passagem e a fiscalização para isso acontecer de fato era inexistente. Aí, o que era pra ser uma inovação virou uma grande bagunça. Foi a primeira e única vez que vimos isso durante a nossa viagem.

CHEGANDO EM OSAKA

O Aeroporto Internacional de Kansai foi construído em uma ilha artificial a aproximadamente 50Km do centro de Osaka. Dependendo de onde ficar hospedado há diferentes formas de sair do aeroporto para o destino final na cidade.2015-11-28 12.38.312015-11-19 20.55.43

A gente ficou ao lado da estação SHIN-OSAKA e, por isso, pegamos o trem JR Airport Express HARUKA. Esse trajeto Aeroporto KANSAI – Shin-Osaka durou 50 minutos. Esse trem direto para Shin-Osaka é um pouco mais caro, mas pra gente valeu a pena, pois chegamos à noite e estávamos bem cansados. Então pagamos felizes os ¥1940 (ienes)/ R$ 65,50 – por pessoa, pelo bilhete SEM RESERVA DE ASSENTO. Mas esses preços mudam bastante, ok? Pode ficar mais caro dependendo do dia.

Clique aqui para saber qual o melhor trem a pegar para o seu destino em Osaka ou para ir direto à Kyoto.

Sim, do aeroporto é possível ir direto para Kyoto com o JR Airport Express HARUKA e você nem precisa dormir em Osaka, caso prefira assim. A gente faria isso numa próxima, pois optamos por dormir 1 noite na chegada e na saída de Osaka. E não foi a melhor escolha. Ficou tudo muito corrido e cansativo. E acabou que nem vimos nada em Osaka. Mas isso também foi por conta do frio que fazia :(((

Como Kyoto tem muita coisa legal para conhecer, eu indico ficar hospedado somente lá e pegar os trens de alta velocidade para visitar as cidades vizinhas.2015-11-19 19.56.402015-11-19 20.08.492015-11-19 20.08.56

ONDE FICAMOS EM OSAKA

Passamos 1 (uma) noite no HOTEL CONSORT OSAKA. Bem caro pelo que oferecem, o staff não falava inglês e a central do ar-condicionado estava desligada. O quarto é bem pequeno e no Japão sempre preferimos escolher quartos com 2 camas de solteiro, porque a de casal só cabia a Luísa, praticamente kkkkkk. O ponto positivo desse hotel é que fica bem próximo da Estação de Trem SHI-OSAKA e isso foi bastante útil. Foi a única opção com preço razoável que encontramos. 2015-11-28 12.40.13

DE OSAKA PARA KYOTO

Acordamos no dia seguinte e fomos a pé até a estação SHIN-OSAKA e pegamos um TREM LOCAL (JR SPECIAL RAPID SERVICE) para Kyoto. A viagem dura apenas 25 minutos e custa 6 vezes menos do que o Shinkansen Nozomi que faz o mesmo trajeto. Preço: ¥560 (ienes)/ R$ 18,50. E como o percurso é bem curto, vale a pena pegar esse trem que é bem tranquilo e rapidinho.2015-11-20 13.22.16

Tranquilidade total no trem :)))

Tranquilidade total no trem :)))

Mas se quiser pegar o NOZOMI, que é o trem-bala mais rápido do Japão, a viagem dura apenas 13 minutos, mas custa cerca de Preço: ¥3000(ienes)/R$ 99,00. Para esse trecho da viagem não compensa.

PARA SIMULAR AS VIAGENS DE TREM NO JAPÃO E COMPARAR OS PREÇOS, CLIQUE AQUI E ACESSE O SITE HYPERDIA.COM

UM POUCO SOBRE O NOSSO PASSE REGIONAL JR SANYO SAN’IN AREA PASS

Fizemos várias contas para ver o melhor passe para o nosso caso e compramos pela internet o JR SANYO SAN’IN AREA PASS de 7 dias. Isso quer dizer que tínhamos 7 dias consecutivos para usar ilimitadamente os trens regionais JR e os SHINKANSEN (trem-bala) em todas as cidades que iríamos. E usamos bastante mesmo. Compensou cada centavo.2015-12-01 11.21.05Um detalhe importante é que os SHINKANSEN só podem ser utilizados a partir de SHIN-OSAKA. Esse passe não permite pegar um SHINKANSEN a partir de Kyoto. Funciona assim: primeiro é preciso comprar em um site fora do Japão e mandar entregar no seu endereço. Escolhemos comprar nesse site aqui (Japan Experience). E enviamos para o nosso endereço no Japão. Vale lembrar que demora uns 3 dias para chegar. Então, compre antecipadamente para evitar problemas. Com o VOUCHER em mãos, trocamos pelo passe físico na estação SHIN-OSAKA.

Um dos pontos de atendimento da JR West na estação Shin-Osaka

Um dos pontos de atendimento da JR West na estação Shin-Osaka

Uma boa dica é antes de trocar já anotar todos os trens que pretende pegar, com horários e tudo mais. Isso vale para os trens-bala “SHINKANSEN”. Assim que for trocar pelo passe já peça ao funcionário da JR reservar seus assentos. Isso garante a sua vaga nos trens mais concorridos, como o NOZOMI, por exemplo. Mas como japoneses não podem comprar esse passe específico para estrangeiros, não precisa se preocupar tanto assim. Isso porque em todos os trens há vagões exclusivos para passageiros sem assento reservado. E sempre há vagas, não tem problema nenhum. A gente mesmo pegou algumas vezes e foi até melhor, porque foi só chegar na estação e entrar no trem:)))

O bilhete JR SANYO SAN’IN AREA PASS fica grudado num papel de identificação da empresa JR (Japan Rail). Para entrar nas plataformas e pegar o trem, basta mostrar para os guardinhas que ficam nas catracas. Só isso mesmo. Não precisa passar o bilhete na catraca nem nada. É só passar pela portinha onde está o guardinha. No primeiro dia que for utilizar o passe, esse guardinha vai carimbar a data. A partir daí são 7 dias para usá-lo quantas vezes quiser viajar de trem. Simples assim. :)))

A gente usou nosso passe para fazer os trechos:

Kyoto-Nara-Kyoto: de trem JR Special Rapid Service.

Kyoto-Fushimi Inari: de trem JR Special Rapid Service.

Kyoto-Osaka: de trem JR Special Rapid Service.

Osaka-Himeji-Osaka: de Shinkansen NOZOMI.

Osaka-Hiroshima-Osaka: de Shinkansen NOZOMI e SAKURA.

Hiroshima-Myajima Island: JR Special Rapid Service + Ferry Boat para ilha também incluso no JR SANYO SAN’IN AREA PASS.

Osaka-Aeroporto KANSAI: de trem Airport Express HARUKA + JR Special Rapid Service.

PREÇO DO JR SANYO SAN’IN AREA PASS – 7 DIAS: ¥19000(ienes)/R$ 625,00.

Para saber mais sobre esse passe, clique aqui.

KYOTO

2015-11-27 10.25.17A chegada à estação de trens de Kyoto já impressiona. Fomos achando que seria tudo bem pequeno, mas para a nossa surpresa a estação é gigante. E toda modernona, por sinal. Bem em frente à estação existe o PORTA KYOTO, que é um shopping + praça de alimentação praticamente dentro da estação. Uma ótima opção para comer, caso fique hospedado ali perto, como a gente ficou.2015-11-28 12.44.47HOSPEDAGEM EM KYOTO

Conseguimos vaga no simples, mas muito bom CAPSULE RYOKAN KYOTO. É um hotelzinho com um staff muitíssimo simpático e tudo muito bem organizado. Ficamos em um quarto duplo com banheiro e chuveiro privativos. É no esquema de futon sobre um tablado de madeira. O box do chuveiro fica em frente à cama e tudo é bem apertadinho, como em todo Japão :)))2015-11-28 12.46.08

Apesar disso, gostamos bastante de ficar no Capsule Ryokan Kyoto, porque fica próximo da estação, tem mercado e restaurantes ao lado e fomos muito bem atendidos. Tinha até lavadora/secadora de roupas no andar abaixo do nosso e a internet wi-fi era excelente. Tudo funcionando de forma prática e organizada, com alguns espaços compartilhados no térreo. Excelente opção em Kyoto, para quem procura um bom custo-benefício. Tinha até aluguel dos tradicionais roupões de Gueixa. Um dia bem legal foi quando participei de uma aula de caligrafia japonesa. Pensem em algo difícil! Hehehe Mas ainda assim consegui escrever meu nome e também BRASIL :))) Dia bem divertido com o amigo KAZU.

Sim, aqui está escrito Cristiano :)))

Sim, aqui está escrito Cristiano :)))

E aqui escrevemos Brasil!

E aqui escrevemos Brasil!

O QUE FIZEMOS EM KYOTO

Há muitas ótimas atrações em Kyoto. A cidadezinha é linda, com muita gente simpática e cheia de templos importantes para os japoneses. Aproveitamos nosso tempo lá para rodar de metrô e ônibus locais, além de fazermos boas caminhadas pela cidade dos templos e das gueixas.

Toji Temple Market, que acontece todo dia 21 de cada mês. Tivemos a sorte de conhecer essa grande feira tradicional.

Toji Temple Market, que acontece todo dia 21 de cada mês. Tivemos a sorte de conhecer essa grande feira tradicional.

Toji Temple Market

Toji Temple Market

TAKOYAKI, o tradicional bolinho de polvo.

TAKOYAKI, o tradicional bolinho de polvo.

Santuário de Fushimi-Inari e seus belíssimos portões (torii)

Santuário de Fushimi-Inari e seus belíssimos portões (torii)

2015-11-22 14.24.10

Pausa para um delicioso OKONOMIYAKI no delicioso Machyia do Porta Dinnig (Estação de Trem de Kyoto)

Pausa para um delicioso OKONOMIYAKI no delicioso Machyia do Porta Dinnig (Estação de Trem de Kyoto)

Esse foi o nosso prato preferido em Kyoto. É muito bom mesmo! Você senta numa mesa-chapa e pede o seu. É praticamente um omelete com vários recheios que você pode escolher. Ou um macarrão japonês com diversos ingredientes e tudo ali esquentando bem na sua frente. Gostosaço! :)))

Jardins do Palácio Imperial de Kyoto, suco "na"laranja e o Samurai DOG Masamune :)))

Jardins do Palácio Imperial de Kyoto, suco “na” laranja e o Samurai DOG Masamune :)))

Passeio por GION, o bairro tradicional da gueixas

Passeio por GION, o bairro tradicional da gueixas

No imperdível Templo Budista Sanjūsangen-dō. Na parte interna estão as 28 divindades e o exército de 1.000 guerreiros protegendo o principal Deus: o Kannon de Mil Braços.

No imperdível Templo Budista Sanjūsangen-dō. Na parte interna estão as 28 divindades e o exército de 1.000 guerreiros protegendo o principal Deus: o Kannon de Mil Braços.

É proibido fotografar a parte interna do Sanjūsangen-dō e também é necessário retirar os sapatos antes de entrar. Preço do bilhete: ¥600 (ienes)/ R$ 20,00.

Clique aqui para saber mais sobre o Templo Sanjūsangen-dō.

Kiyomizu-dera, o templo mais antigo de Kyoto e Patrimônio Mundial (UNESCO)

Kiyomizu-dera, o templo mais antigo de Kyoto e Patrimônio Mundial (UNESCO)

Preço da entrada do Kiyomizu-dera: ¥300 (ienes)/ R$ 10,00.

Vá preparado para enfrentar uma multidão, pois esse é um dos templos sagrados mais visitados do mundo. Não deixe de beber a água sagrada do templo, pois seu nome significa justamente “O Templo das Águas Puras”.

Clique aqui e saiba mais sobre o Kiyomizu-dera. 

DE KYOTO PARA NARA

Pegamos o trem JR Nara Line Rapid Service e em apenas 45 minutos já estávamos nessa linda cidade. Desembarcamos e fomos direto no guichê de Informações Turísticas. A senhorinha foi tão gente boa que até emprestou 2 guarda-chuvas pra gente, pois começava  a garoar. Além disso, deu um mapa detalhado da cidade e nos informou qual o ônibus deveríamos pegar. Deu tudo certo e foi uma santa ajuda:)))2015-11-25 16.59.51A dica é pegar o ônibus número 2, na frente da estação. E ir direto para o mais famoso templo da cidade e um dos mais sagrados do Japão, o Tōdai-ji. 2015-11-25 16.25.312015-11-25 16.25.56

A cidade é cheia de Bambis, o símbolo de Nara.

A cidade é cheia de cervos, o animal sagrado da região que  também é o símbolo de Nara.

Templo Todai-Jo.

Templo Todai-Ji e a maior estátua de bronze do Buda sentado do Japão, com 15 metros de altura.

Preço do bilhete do Templo Todai-Ji: ¥500 (ienes)/ R$ 17,00.

Preço do ônibus número 2 da estação de trem ao templo: ¥210 (ienes)/ R$ 7,00.

Saiba mais sobre o transporte em Nara aqui.

Do Todai-Ji fomos caminhando até os outros 2 templos da cidade, o Grande Templo Xintoísta de Kasuga e suas centenas de lanternas penduradas, além do Templo Kofuku-ji, que tem uma pagoda de 5 andares. A ideia inicial era fazer tudo andando, mas a chuva e o frio deram uma atrapalhadinha. Acontece!

A caminho do Grande Templo de Kasuga

A caminho do Grande Templo de Kasuga

2015-11-25 14.14.51

Os "mano" no Templo Kofuku-Ji :)))

Os “mano” no Templo Kofuku-Ji :)))

DE KYOTO PARA HIMEJI (BATE-E-VOLTA)

Esse trecho foi bem rapidão para conhecer o Castelo de Himeji, considerado um Tesouro Nacional do Japão. Essa viagem fiz sozinho enquanto a Luísa descansava um pouco no hotel e para ir até Himeji, a partir de Kyoto, fiz assim: primeiro peguei um trem JR Special Rapid Service para OSAKA e de lá peguei o Shinkansen NOZOMI. De Osaka para Himeji a viagem nesse trem-bala durou apenas 30 minutos. Impressionante!

Descendo da estação de Himeji já para ver o Castelo Branco, que fica no alto de uma montanha. Como fui mais tarde e no Japão em Novembro o dia dá lugar à noite bem cedo, só consegui pegar o pôr do sol e ver o Castelo do lado de fora. Mas o visual compensou demais:)))

2015-11-26 17.20.37

2015-11-26 17.21.56-1 E tudo isso de bicicletinha, que aluguei na máquina na saída da estação, por apenas ¥100 (ienes)/ R$ 3,30 por hora.

2015-11-26 17.24.31

DE KYOTO PARA HIROSHIMA

Pegamos o trem local JR Rapid Service de Kyoto para Shin-Osaka e de lá usamos nosso JR SANYO SAN’IN AREA PASS para pegar o Shinkansen NOZOMI até Hiroshima. O trem parece um avião :))) A viagem durou apenas 1h26min. Sensacional!2015-11-26 16.14.002015-11-26 16.24.40

A dica é ficar bem atento à plataforma de onde partirá o trem e já ficar posicionado na frente do seu vagão, caso tenha uma reserva. Se não tiver reserva, não se preocupe, basta ver quais os vagões são NON-RESERVED e ficar em frente. Depois é só entrar e escolher o seu assento. E pode ficar tranquilo, porque há sempre assentos suficientes NON-RESERVED. Ninguém fica em pé no trem não:)))

Chegamos em Hiroshima para dormir apenas uma noite e ficamos hospedados bem ao lado da estação de trem para facilitar tudo.2015-12-01 11.27.04O HIROSHIMA HANA HOSTEL foi o que conseguimos, na verdade, porque só tinha essa opção. É um albergue com quarto duplo, mas achamos bem fraco e tudo com cheiro forte de cigarro. E também tem que alugar as toalhas. Para apenas 1 noite valeu pela localização. E quem mandou não reservar com antecedência boa, né? No Japão não dá para fazer o esquema “vai indo e ficando”. É bom reservar tudo bem antes para não passar aperto.2015-12-01 11.29.13Deixamos as coisas no quarto e já partimos para conhecer a bela e sagrada ILHA DE MIYAJIMA OU ITSUKUSHIMA, como também é conhecida. Para chegar lá pegamos o trem local da SANYO LINE com o nosso JR SANYO SAN’IN AREA PASS e descemos na estação Miyajima, depois de 50 minutos. De lá é tudo muito bem sinalizado e bem fácil até chegar ao porto onde pegamos o FERRY da JR, também incluso no nosso passe.2015-12-01 11.31.21São apenas 10 minutos até a ilha de Miyajima. Demos a sorte de ainda pegar o lindo pôr do sol. A ilha é bem pequena e dá para fazer tudo caminhando. Tiramos algumas fotos em um dos locais mais fotografados do Japão, o Torii (Portal Japonês) gigante na água. Mas a maré estava baixa, então dava até para passar sob ele. E com o sol de fundo, ficou tudo bem bonito :)))2015-11-27 16.53.16-1De lá ainda deu tempo de passarmos em uma cafeteria na ruazinha principal da ilha e saborearmos um bebida bem quente, porque apesar do lindo sol, o frio tava pegando…Voltamos para “nossa casa” e no dia seguinte acordamos cedo para conhecer um lugar muito especial, o MEMORIAL DA PAZ DE HIROSHIMA.2015-12-01 11.33.49Para ir ao MEMORIAL DA PAZ, a partir da estação de trem de Hiroshima, basta pegar o TRAM (metrô de superfície) na rua principal logo em frente à estação: TRAM NÚMERO 2 e descer em DOMO MAE. O preço é pela distância percorrida. Esse percurso custa ¥160 (ienes)/ R$ 5,20.

O pagamento é ao sair do TRAM. Moedas trocadas podem ser inseridas na maquininha ao lado do cobrador. Se não tiver o valor exato em moedas, o cobrador devolve o seu troco.2015-11-28 09.02.53De lá é só andar até o DOMO ou CÚPULA GENBAKU, exato local onde foi lançada a Bomba Atômica no dia 6 de agosto de 1945. Continuando a pé também é possível chegar ao MONUMENTO DA PAZ ÀS CRIANÇAS (TORRE DOS TSURUS), uma homenagem às crianças que foram vitimadas pela bomba, em especial à menina Sadako Sasaki, que aos 2 anos de idade foi exposta à radioatividade e que faleceu 10 anos depois pela leucemia causada por isso.2015-12-01 11.32.40Enquanto estava no hospital, Sadako foi visitada por uma amiga que a presenteou com um origami de Tsuru (Ave Sagrada), o mais famoso dos origamis japoneses. A amiga então contou à Sadako sobre a lenda popular japonesa, em que aquele que faz mil tsurus de origami tem um desejo atendido pelos deuses. A partir desse dia, Sadako passou a fazer diversos tsurus no hospital, pedindo pela sua cura e pela paz mundial. Sadako fez 646 tsurus de papel até o dia de sua morte. Seus amigos então fizeram os 354 restantes, para que ela fosse enterrada com os mil Tsurus. Há ali também uma enorme quantidade de tsurus feitos pelas crianças de escolas de Hiroshima. Lindo!2015-12-01 11.35.31Logo em frente está o MUSEU DE HIROSHIMA, onde é possível conhecer cada detalhe dessa história tão marcante para o mundo. A entrada é simbólica e custa apenas ¥50 (ienes)/ R$ 1,70. Dentro do Museu há diversas fotos de Hiroshima, antes e depois do ataque atômico, há também um maquete que mostra a cidade, antes e depois do dia 6 de agosto de 1945, além de uma réplica da bomba que atingiu e devastou a cidade.

Para voltar do Memorial à estação de trem de Hiroshima, é só pegar o mesmo TRAM 2 perto do DOMO ou os ônibus 24 e 25 bem em frente ao Museu, por ¥220 (ienes)/ R$ 7,40. Uma outra opção é pegar o Ônibus Turístico (Sightseeing) que passa a cada 20 minutos bem em frente ao Museu. Se você tiver o JR PASS NACIONAL, esse ônibus turístico é GRÁTIS. Mas fique atento, pois qualquer outro JR PASS REGIONAL não é aceito para pegar esse ônibus SEIGHTSEEING, ok? Ainda assim, caso queira pagar por ele apenas para voltar até a estação de trem, o preço é de ¥200 (ienes)/ R$ 6,75. Ou ¥400 (ienes)/ R$ 13,50 pelo bilhete 1 DAY TICKET. São feita duas rotas: verde e laranja, a partir de 9h da manhã.

Sem dúvida foi um dia de muita reflexão e de vários momentos para sentir tudo o que o povo japonês passou por conta do ataque a Hiroshima. É uma visita que marca mesmo qualquer viagem e não foi diferente com a gente. Fica aqui o nosso fraterno abraço a todos desta cidade que nos trataram tão bem.

No mesmo dia pegamos o trem-bala SHINKANSEN NOZOMI para Osaka para apenas mais uma noite. Na verdade ficamos em um hotel bem próximo do aeroporto KANSAI.

O hotel é o BEST WESTERN KANSAI AIRPORT, que fica a poucos minutos de trem do aeroporto. É uma ótima opção para quem precisa pegar um voo cedo ou quer garantir a agilidade no dia de ir embora. Esse hotel fica grudado na estação Hineno e dá para ir até lá usando o JR PASS. Há traslados gratuitos de/para aeroporto KANSAI, mas em horários definidos. Ou seja, se o seu voo não for próximo desses horários, faça como fizemos: pegue o trem JR Kansai Airport Rapid Service na estação HINENO e em apenas 10 minutos já estará no Aeroporto KANSAI.

Traslados oferecidos pelo hotel:

Do aeroporto para o hotel: 10h10, 18h00, 19h00, 20h00, 21h00, 22h00 e 23h00. A parada de ônibus é a S-12 e o acesso a ela é pela SAÍDA H.

Do hotel para o aeroporto: 5h30, 6h30, 7h00, 7h30, 8h30, 9h30 e 17h30. O trajeto dura apenas 20 minutos. Fique atento aos horários e reserve o lugar com antecedência na recepção. E veja aí acima que entre 9h30 e 17h30, não há ônibus. A dica é pegar o trem mesmo. Preço desse trem até o aeroporto, caso não tenha o JR PASS: ¥460 (ienes)/ R$ 15,50.

Foi assim a nossa 2ª parte do incrível Japão, um país que adoramos e indicamos fortemente. O bom é que ainda sobrou muita cidade para conhecermos e voltaremos com certeza. Até mesmo para degustar mais um pouco das comidas de lá. :)))2015-12-01 11.19.26

Partimos de OSAKA para PEQUIM em um voo da CHINA EASTERN AIRLINES, que durou 3h20. E lá fomos nós para a China Continental! Descemos em Pequim e depois ainda fomos para Xi’an e Yangshuo. São muitas boas histórias para compartilhar aqui com vocês.

“Arigatô Gozaimááás”, Japão!

E “Nihao”, China!

:))))))))))))