O gosto por viagens e por atrações diferenciadas sempre foi o ponto de partida para a gente ao sair de férias. Encontrar restaurantes surpreendentes, ir a espetáculos sensacionais, experimentar e se jogar para valer às novidades, sem tanto medo dessas experiências nos fez criar o projeto Locomotiva Viajante.

E para que ganhemos tempo e curtamos cada dia de viagem com a melhor relação entre custo e benefício, planejar é sempre bom. Não tudo planejadinho, nos mínimos detalhes. Mas com atenção antecipada para conseguir um desconto aqui e outro ali, para reservar hotéis em promoção, para fechar os poucos assentos com baitas descontos de companhias aéreas.

Planejar é, antes de tudo, buscar referências em outros blogs de viagem, é literalmente fuçar toda a internet e livros de viagem para construir um roteiro com a nossa cara, incluindo o passo a passo que uma viagem de longo prazo necessita.

Veja alguns itens a considerar no planejamento de uma viagem de Volta ao Mundo:

  • Definir o roteiro: crie um roteiro de acordo com os seus maiores sonhos e inclua países ou cidades que te atraem de alguma maneira, seja pela cultura, pela gastronomia ou pela religião.
  • Faça as contas: analise os custos diários dos países, se você deseja fazer uma viagem de baixo, médio ou alto custo, se dá para vender o carro ou algum objeto parado em casa para ajudar a pagar as contas. É tudo uma questão de perfil de cada viajante.
  • Cuidar da Saúde: tomar as vacinas necessárias, fazer um check-up, solicitar aos médicos receitas para compra de remédios durante a viagem, fazer seguro de viagem completão. Prevenir é fundamental.
  • Clima e o que levar na bagagem: confira as temperaturas médias de cada país. A gente pensou em fazer a viagem sempre pegando calor ou temperaturas amenas, evitando o frio sinistro (Luísa odeia frio). Isso serve até mesmo para não levarmos roupas desnecessárias nas malas. E sempre tem a opção de comprar no caminho, se preciso for.
  • A sua casa: lembre-se que algumas contas continuarão durante o seu ano fora. No nosso caso, preferimos alugar o nosso apartamento a um preço mais “camarada” para uma amiga conhecida, a Nara. É mais uma ajudinha financeira para abater as mensalidades do financiamento imobiliário, por exemplo. Aproveite e pense com antecedência no cancelamento da TV por Assinatura e como pagará o condomínio durante a viagem, por exemplo. Vale também deixar uma procuração com algum familiar para situações emergenciais, seja para vender um carro ou para administrar o seu imóvel.
  • O principal: esteja aberto às experiências, ao novo, ao que vem pela frente. Mesmo sem falar a língua local, tente! Você, assim como nós, vai aprender em todos os dias da viagem, pode ter certeza. Mas é preciso abrir os braços e o coração para conhecer o novo e deixar a viagem te levar, sem muitas expectativas.