A viagem já começou a todo vapor pela cidade do Porto, em Portugal. Um lugar extremamente agradável, fácil de andar para conhecer tudo, com delícias gastronômicas e a temperatura aqui esses dias está ótima (média de 22ºC).

Para chegar em Porto, pegamos um voo com milhas da Iberia, parceira TAM, que fez o trajeto Brasília – Rio de Janeiro – Madri – Porto. Descemos no belo e renovado Aeroporto Francisco Sá Carneiro e fomos direto para a estação do metrô, que fica dentro do próprio aeroporto.

Há alguns tipos de passes de metrô. O bilhete aqui chama-se ANDANTE.

Há a opção de comprar apenas para um viagem ou para várias, em que o valor depende das ZONAS para onde você vai. Ou pode fazer como fizemos, andamos por toda a cidade nos primeiros dias e depois compramos um ANDANTE Tour 1 (7 euros) que vale por 24 horas após a primeira utilização. Esse nosso bilhete vale para todos os meios de transporte na cidade. Um detalhe: não há catracas nas estações ou nos ônibus. Tudo o que precisa ser feito é validar o bilhete nas maquinhinhas amarelas antes de entrar nos vagões.

 

20150607_122455783_iOS

Essa validação do bilhete tem o prazo de  1 hora. Mas sempre que mudar de estação e pegar um novo trem (baldeação), é preciso validar novamente na maquininha. Fique atento a isso, porque há fiscais espalhados pelas estações e cobram multas que podem chegar até 80 euros, como lemos em alguns relatos de outros viajantes.

Clique aqui para saber sobre os preços e mapa do metrô de Porto.

Uma outra opção são os cartões Porto Card, que vale 1, 2 ou 3 dias e dão acesso aos meios de transporte, além de descontos em museus e restaurantes. Mas só é vendido em determinados quiosques de turismo. Saiba mais aqui.

No próximo post escreverei sobre os lugares que já conhecemos em Porto, com dicas até mesmo de quem mora aqui, como o Carlos, português que alugou seu apartamento para passarmos esses dias aqui. E que apartamento!